Data: 31/05/2017
Local: Auditório 477, HUPE - Hospital Universitário Pedro Ernesto - UERJ

Horário - 15 h

DEFESA PG-FISIOCIRURGIA - DOUTORADO

Área de Concentração: Sistema Urogenital

LINHA DE PESQUISA: ESTUDO DAS ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS EM RINS DE ANIMAIS DE EXPERIMENTAÇÃO SUBMETIDOS A SITUAÇÕES CLÍNICAS SIMULADAS EM UROLOGIA

JOSÉ AURELINO DAMASCENO FERREIRA FILHO

e-mail: vetdamascenodauff@hotmail.com

“Estudo Experimental do Rim Suíno Submetido a diferentes tipos de isquemia quente com e sem o uso de manitol”
Orientador: Prof. Dr. Francisco J. B. Sampaio
Coorientadores: Prof. Dr. Diogo Benchimol de Souza e Prof. Dr. Marco Aurélio Pereira Sampaio

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito de diferentes tempos de isquemia renal quente, com e sem a utilização de manitol como protetor renal aplicado durante procedimentos cirúrgicos renais como a nefrectomia parcial envolvendo isquemia quente. As oclusões temporárias da artéria e veia renal são necessárias, tanto para suprimir a hemorragia como para permitir um campo operatório livre de sangue. Foram realizadas análises estereológicas para avaliar a possível diminuição do número de glomérulos e função renal no modelo suíno. Para isso, foram utilizados 40 suínos (Sus domesticus), divididos em 5 grupos: Sham- sem isquemia, grupos de 10, 20 e 30 minutos de isquemia renal quente, e o grupo manitol (isquemia quente 30 minutos) via laparoscópica. Foram coletadas amostras de sangue no dia da cirurgia, aos 10 e 20 dias de pós-operatório, para dosagem de creatinina dos vários grupos. A eutanásia foi feita aos 21 dias após as cirurgias. Os rins foram identificados de acordo com os grupos. O volume (método Scherle) e o peso foram medidos, assim como a relação córtex/rim. Foram retirados pequenos fragmentos da região cortical de forma aleatória para processamento pelas técnicas histológicas. Foram estimados densidade volumétrica de glomérulos (Vv [Glom]), o volume médio ponderado dos glomérulos (VWGV), obtendo-se o número total de glomérulos de cada rim. No grupo Sham, G10 e G20 não houve diferença estatisticamente significativa. Não houve diferença na (Vv [Glom]) e VWGV entre grupos. A isquemia quente por 20 minutos ou menos, não causou a perda de néfrons estatisticamente significativa. As taxas de creatinina analisadas em todos os grupos não mostraram alterações estatisticamente significativas. O peso e o volume dos rins submetidos a 30 minutos de isquemia foram reduzidos em 6,2% e 6,3%, respectivamente, em comparação com rins contralaterais. Nos rins submetidos à isquemia quente por 30 minutos foram reduzidos em 24,5% ou 290.000 glomérulos. Mostramos que há uma correlação negativa estatisticamente significativa entre o tempo de isquemia quente e o número de glomérulos. P <0,05; R2 = 0,9147, com uma perda estimada de 8000 néfrons para cada minuto de isquemia. No mesmo estudo, foi observado que no grupo em que se utilizou o manitol (com isquemia quente 30 minutos), este promoveu uma proteção para o parênquima renal estatisticamente significativa quando comparada com o grupo de 30 minutos sem a utilização de manitol, onde houve uma redução estatisticamente significativa no número de néfrons. Com base nestes resultados podemos concluir que: a análise dos níveis séricos de creatinina não são testes fidedignos para avaliação da função renal, o tempo de 30 minutos de isquemia renal quente causa lesões importantes no rim e deve ser evitado, 8000 néfrons são perdidos a cada minuto sob isquemia e que o uso do manitol protegeu de fato o parênquima renal.

Palavras-chaves: Nefrectomia parcial. Isquemia renal quente. Protetor renal. Manitol. Suínos

AVALIADOR PRÉVIO:

Prof. Waldemar Silva Costa

BANCA

Presidente: Dr. Francisco José Barcellos Sampaio (UERJ)

Membros Titulares:
Dr. Waldemar Silva Costa (UERJ)
Dr Luciano Alves Favorito (UERJ)
Dr. Edmundo Jorge Abílio (UENF)

Dr. Marcelo Abidu Figueredo (UFRRJ)
Dr. João Paulo Carvalho (Hospital Federal Cardoso Fontes)

Membros Suplentes:
Dra. Viviane Alexandre Nunes Degani (UFF)
Dr. Maurício Alves Chagas (UFF)
Dr. Marco Aurélio da Fonseca Passos (UERJ)