HOME

Data: 15/08/2018
Local: Auditório 477, 4º andar - Hospital Universitário Pedro Ernesto
- HUPE
Horário - 16 h

DEFESA PG-FISIOCIRURGIA - MESTRADO

Área de Concentração: Sistema Urogenital

LINHA DE PESQUISA: ANÁLISE ESTRUTURAL E ULTRA-ESTRUTURAL DO TESTICULO NORMAL E PATOLÓGICO, E DO GUBERNÁCULO EM ADULTOS, FETOS E ANIMAIS DE EXPERIMENTAÇÃO

FABIANA ARAÚJO DE OLIVEIRA

e-mail: fabi.oliveira30@hotmail.com

"O TRATAMENTO COM RESVERATROL ATENUA ALTERAÇÕES METABÓLICAS ESPERMÁTICAS E TESTICULARES EM RATOS WISTAR ADULTOS ALIMENTADOS COM DIETA DE CAFETERIA"
Orientador: Profa. Dra. Bianca Martins Gregório

Dissertação

RESUMO

A associação entre a dieta da cafeteria, o estresse oxidativo e a redução da função reprodutiva masculina tem sido documentada. O uso de antioxidantes pode ser empregado para neutralizar os radicais livres e minimizar o dano causado aos testículos pela dieta de cafeteria. Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da administração de resveratrol sobre os parâmetros metabólicos, espermáticos e testiculares de ratos alimentados com dieta de cafeteria. Ratos Wistar machos foram divididos ao desmame em dois grupos experimentais: grupo controle (C; n = 20) e cafeteria (CAF, n = 16). Aos 3 meses, metade deles foi tratada diariamente com resveratrol (C-R, n = 10; CAF-R, n = 8) a uma dosagem de 30 mg / kg de massa corporal durante um período de 2 meses. A dieta CAF foi confeccionada no laboratório a partir dos seguintes componentes: ração comercial (60 g / 100 g), leite condensado (25 g / 100 g) e gordura vegetal hidrogenada (15 g / 100 g), totalizando 550 kcal / 100 g. Os animais foram sacrificados aos 5 meses de idade. Foram avaliados dados biométricos (ingestão alimentar, massa corporal, pressão arterial sistólica) e parâmetros metabólicos (glicemia de jejum, teste de tolerância oral à glicose). Na eutanásia, o sangue foi coletado para análises posteriores. Os espermatozóides foram coletados da cauda do epidídimo para avaliar parâmetros espermáticos (viabilidade, motilidade e concentração) e os testículos foram removidos para análises histomorfométricas. Os dados foram analisados por One-Way Anova e p <0,05 foi considerado significativo. Não houve diferenças na ingestão alimentar, no ganho ponderal e na pressão arterial sistólica entre os grupos. A dieta CAF promoveu hiperglicemia (p <0,0001) e o tratamento com resveratrol reverteu esta condição (p <0,0001). Quanto aos espermatozóides, a dieta CAF reduziu a viabilidade e motilidade, enquanto o resveratrol melhorou esses parâmetros (p <0,05). No entanto, não houve diferença na concentração dos espermatozóides entre os grupos. Em relação à morfologia testicular, o diâmetro dos túbulos seminíferos não diferiu entre os grupos. Em contraste, a altura do epitélio seminífero foi reduzida no grupo CAF em comparação com o grupo C (p = 0,0007). A proliferação celular das células da linhagem espermatogênica também foi reduzida no grupo CAF em comparação com o grupo C. No entanto, o grupo CAF tratado com resveratrol (CAF-R) mostrou um aumento na taxa de proliferação celular em comparação com o grupo CAF não tratado (p = 0,0024). O consumo de dieta estilo cafeteria, embora não tenha modificado a massa corporal, promoveu redistribuição de gordura corporal e hiperglicemia. Além disso, promoveu um remodelamento adverso na morfologia testicular e nos parâmetros espermáticos, que foi atenuado pelo tratamento com resveratrol. Estes dados podem sugerir um efeito protetor deste antioxidante na espermatogênese.

Palavras-chaves: Dieta de cafeteria. Testículo. Espermatozóides. Morfologia. Resveratrol.

AVALIADOR PRÉVIO:

Dra. Carla Braga Mano Gallo (UERJ)

BANCA

Presidente: Dr. Waldemar Silva Costa (UERJ)

Membros Titulares:

Dr. Diogo Benchimol de Souza (UERJ)
Dra. Isabele Bringhenti Sarmento (UFJF)
Dra. Fernanda Amorim de Morais Nascimento (UFRJ - Macaé)

Membros Suplentes:

Dra. Carla Braga Mano Gallo (UERJ)
Dr. Marco Aurélio Pereira Sampaio (UFF)

HOME