HOME

Data: 20/12/2017
Local:

Horário -

DEFESA PG-FISIOCIRURGIA - MESTRADO

Área de Concentração: SISTEMA UROGENITAL

LINHA DE PESQUISA: ESTUDO DAS ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS EM RINS DE ANIMAIS DE EXPERIMENTAÇÃO SUBMETIDOS A SITUAÇÕES CLÍNICAS SIMULADAS EM UROLOGIA

RÔMULO FERREIRA DE ASSUMÇÃO

e-mail: mvromuloferreira@gmail.com

“ANÁLISE ESTEREOLÓGICA RENAL EM RATOS WISTAR SUBMETIDOS À OBSTRUÇÃO URETERAL UNILATERAL”
Orientador: Prof. Dr. Diogo Benchimol de Souza e Coorientador: Prof. Dr. Marco Aurélio Pereira Sampaio

Bolsa: CAPES

Dissertação

RESUMO

A obstrução ureteral é frequentemente observada na pratica médica e, muitas vezes leva à disfunção renal. Comumente pacientes com obstrução ureteral unilateral se apresentam com alterações na função renal, mesmo tendo um rim contralateral normal (não obstruído). Uma explicação teórica para esta observação seria a influência de um rim sobre o outro como uma forma de reflexo renorrenal. O objetivo deste estudo foi investigar, através da analise estereológica, o impacto que um rim obstruído causa no rim contralateral. Foram estudados 40 ratos machos de três meses de idade, divididos em quatro grupos com dez animais em cada. No grupo SHAM (S), os animais foram submetidos ao tempo anestésico e cirúrgico similar aos outros grupos, com abertura da cavidade abdominal sem nenhuma intervenção no trato urinário. No grupo controle (N) os animais foram submetidos à nefrectomia total unilateral, simulando um grupo de animais com um rim somente. No grupo tratado (HN) os animais foram submetidos à obstrução ureteral por ligadura da porção distal do ureter do rim esquerdo no dia 0; no dia seguinte foi realizada nefrectomia total do rim esquerdo, simulando um grupo que sofre a obstrução e em seguida é tratado através da retirada do rim obstruído. No grupo não tratado (H) os animais foram submetidos à obstrução ureteral por ligadura da porção distal do ureter do rim esquerdo sem qualquer tratamento. Todos os animais foram submetidos à eutanásia 30 dias após a cirurgia, e os rins direitos foram coletados para análise estereológica. Os dados foram comparados usando teste One-way ANOVA com pós-teste de Bonferroni, considerando p <0,05 como significativo. O volume renal, o peso renal e o volume cortical foram aumentados nos grupos HN e N, em comparação com o grupo S. Os rins do grupo H mostraram apenas um aumento intermediário no peso do rim, com uma redução na proporção corticomedular, em comparação com o grupo S. Não foram observadas diferenças na densidade volumétrica glomerular, volume glomerular médio ponderado e número de glomérulos nos rins direito dos grupos estudados. Como conclusão, confirmamos a hipótese de que um rim / uréter obstruído é mais prejudicial à morfologia do rim contralateral do que um rim ausente.

Palavras-chaves: Cálculo ureteral. Nefropatia obstrutiva. Reflexo Renorrenal. Rim.

AVALIADOR PRÉVIO:

Dra. Bianca Martins Gregório

BANCA

Presidente: Dr. Francisco José Barcellos Sampaio (UERJ)

Membros Titulares:
Dr. Francisco José Barcellos Sampaio (UERJ)
Dr. Marcelo Abidu Figueiredo (UFRRJ)
Dr. Edmundo Jorge Abílio (UENF)

Membros Suplentes:
Dr. Waldemar Silva Costa (UERJ)

Dr. Maurício Alves Chagas (UFF)

HOME